domingo, 3 de janeiro de 2016

A INDIGNAÇÃO DO ZÉ

Tinha acabado de escrever o comentário sobre os debates de via reduzida e a manipulação que por aí vai sobre as Presidenciais, e já o meu querido Zé Dalmeida, muitas vezes parceiro de ironia, com as suas ilustrações, neste Notícias do Bloqueio, fazia um grito de indignação sobre o colinho que a comunicação social está a dar ao Marcelo. Que interesses estão subjacentes a isto? Ele indignou-se, e muitos outros também, com a edição de hoje do "Público". E eu, meu caro Zé, faço também minha a tua indignada exclamação:
"O jornal "Público" fez hoje um atentado ao jornalismo. Capa e oito páginas para levar ao colo o candidato Marcelo... Assim, Porra!"
Caro Zé, a "choldra"bem merece o teu sarcasmo. Como diz o BB: não os deixes estrebuchar!

2 comentários:

  1. E a RTP, através do J.R.Santos, também vai fazendo o seu papel de serventia a esse candidato.
    Aquele escroque, num indigno papel, bem ombreou ontem com o caquético Neto no debate com Sampaio da Nóvoa, desafiando este, por duas vezes, a esclarecer com quem se identificava, se com Sócrates ou com o desgraçado que nos desgovernou nos últimos 4 anos e meio.
    Ranhoso, estaremos atentos para vermos como tratará o palhaço cata-vento quando fizer o seu debate, já que Sampaio da Nóvoa nem uma única vez teve o direito a ser tratado pelo seu título académico.
    Esteve bem ao nível da baixeza do Neto, que teve um comportamento indigno para com o adversário, com o tratamento (de desprezo) de "o sr. candidato".
    Vejam bem! a superioridade moral deste industrial de meia-tijela, para estar a dar lições a um "académico", como se lhe referiu, também com desdém.
    Caquético odiento e recalcado, a quem o partido nada liga e manda "pentear macacos", foi esta a atitude de um candidato à Presidência da República!

    ResponderEliminar
  2. HÁ UM NOVO CANDIDATO PARA PRESIDENTE DA REPÚBLICA PORTUGUESA - JRS
    Depois de assistir ontem a mais um debate entre candidatos às Presidenciais 2016, deparei-me com mais um candidato surgido da comunicação anti-social que me surpreendeu pela negativa, e um novo moderador da TV pública de seu nome, Henrique Neto.
    Entre a pleiade de candidatos que se degladiam nestes dias por um lugar ao "sol do Palácio de Belém" existe outro vindo directamente do tal País das Maravilhas que há alguns dias fechou a porta, perante um vento de mudança que varre as ruas do País, que há muitos anos (quatro) necessitava desta purificação e um novo ar respirável de liberdade e de verdade se instala finalmente. Mas, ou a porta ficou mal fechada ou do abanar da ventania que a esquerda democrática tem conseguido "fabricar", um génio iluminado sorrateiramente conseguiu fugir desse País dos sonhos podres e erguer-se perante nós, aproveitando o calor e a luminosidade dos holofotes das câmaras, e, qual fénix desaparecida, surgir nos écrans da TV pública, reclamando tempo e opinando como de candidato se tratasse.
    À excepção de Sampaio da Nóvoa, todos os restantes candidatos com a ajuda intransigente e sem isenção de JRS formam uma galeria de horrores, como já alguém lhes chamou e escreveu!
    Pena termos de os ouvir "vomitar" barbaridades durante alguns dias.
    Temos de ser fortes!
    João Belém

    ResponderEliminar