quinta-feira, 10 de março de 2016

A EUROPA NA ROMAGEM DOS AGRAVADOS...

Ao ouvir as afirmações e desmentidos do comissário Pierre Moscovici, sobre Portugal, percebemos bem as águas pantanosas em que navega a Comissão Europeia, hoje uma autêntica especialista na chantagem do medo sobre os países do sul (como eles gostam de dizer), a duplicidade dos ministros das Finanças, sempre comandados pela arrogância de Schauble. a postura de cócoras face aos poderosos, como se viu recentemente com o Reino Unido. Eles transformaram a política dos dois pesos e duas medidas na prática comum da União. E importam-se lá com as contradições, os desastres sociais, a incapacidade para responder ao problema dos refugiados. É tudo uma vergonha, que os beijinhos do sr. Junker não convencem...
Face à vergonha, só me lembro da fala de Mestre Gil na Romagem dos Agravados:
"Porque tais carreiras sigo
e com tal dita naci
nesta vida em que nam vivo
qu’eu cuido que estou comigo
eu ando fora de mi.
Quando falo estou calado
quando estou entonces ando
quando ando estou quedado
quando durmo estou acordado
quando acordo estou sonhando.
Quando chamo entam respondo
quando choro entonces rio
quando me queimo hei frio
quando me mostro m’escondo
quando espero desconfio.
Nam sei se sei o que digo
que cousa certa nam acerto
se fujo de meu perigo
cada vez estou mais perto
de ter mor guerra comigo.
Prometem-me uns vãos cuidados
mil mundos favorecidos
com que serão descansados
e eu ach’-os todos mudados
em outros mundos perdidos.
Já nam ouso de cuidar
nem posso estar sem cuidado
mato-me por me matar
onde estou nam posso estar
sem estar desesperado."  

2 comentários:

  1. Não sei como é que vamos sair desta alhada em que nos metemos e a que não vejo bom fim por mais que olhe, vire e revire. Ser do sul é uma estucha. Há pelo menos duas europas, uma que comanda e outra que é sua empregada, obedece e dá riqueza à primeira.

    ResponderEliminar