segunda-feira, 4 de abril de 2016

EM LOUVOR DO CORAÇÃO

Mexer em papéis velhos, procurar uma ordem para o caos de uma biblioteca (olha este livro! E este outro! E aquele poema perdido na bruma!) é um excelente exercício de memória que, por vezes, nos reconcilia com o tempo. Ando nestas  navegações há algum tempo e todos os dias parece que aprendo um pouco mais de mim próprio. É nestas alturas porventura que temos consciência das palavras certeiras de Borges na sua definição de Biblioteca como mundo. E esse mundo é próximo e remoto, e, ao mesmo tempo, feito da matéria de sonhos do futuro. Às vezes, fico com uma sincera pena de mim mesmo pela percepção real da finitude do tempo e de todas as coisas que não terei tempo de ler ou reler, da música, grande companheira a haver, das emoções suscitadas pelas "vozes do silêncio", como dizia Malraux da pintura. Caminhava eu, pois, por este mundo, quando veio parar às minhas mãos um álbum antigo do Zé Dalmeida (esse mesmo, que tem presença habitual como ilustrador deste Blogue), em que com fina ironia trata do coração, com uma plasticidade à altura mítica da poesia do músculo. Esse Coração de Cartoon, que eu já não via há anos, fez-me sorrir, que é coisa recomendada pela cardiologia, porque também eu, entretanto, já o remendara, há dois anos, pelas mãos fabulosas do Prof. Manuel Antunes e da sua equipa. Agora, folheio os cartoons, um a um, sorrio, e não deixo de pensar no "empenho do coração" que eu e o Zé colocámos sempre nas variadíssimas cumplicidades e sonhos criativos que já materializámos.  Sorrir pode ser, de facto, caro Zé, a melhor receita para não morrermos de "coração inacabado".

3 comentários:

  1. Querido e admirável amigo,que nunca nos falte o sorrisoa até falhar o ...coração
    abração do Zé

    ResponderEliminar
  2. "de coração inacabado". E Vinicius de Moraes, na voz de Bethânia, diria "Assim como o poeta só é grande se sofrer\Assim como viver sem ter amor não é viver\..."

    ResponderEliminar
  3. Está tão bonito este texto que é pecado acrescentar.

    ResponderEliminar